image-3

Unidade de Secagem de Resíduo Secador Rotativo SR1900

Capacidade aproximada: 6000 kg/h

MOEGA MET RECEB 4,5 M³ MG1
Moega para recepção dos resíduos para processamento.
MOEGA DE RECEBIMENTO EMBUTIDA para resíduo, fabricada em chapa galvanizada NBR7008.
Possui transportador helicoidal para extração do cavaco, modelo THJS 250 3,0 cv.
Especificações:
Capacidade: 4,5 m³
Comprimento: 3099 mm
Largura: 2194 mm
Altura: 1174 mm
CHUPIM ABAST MÁQ CH1
Equipamento este para retirar da moega e abastecer MAQ DE CAPTAR METAIS
TRANSPORTADOR TIPO CHUPIM de abastecimento do máquina de captar metais elevada.
MÁQ CAPTAR METAL ELEVADA MQ1
Utilizada para captar objetos estranhos metálicos para evitar dano no triturador.
MÁQUINA DE CAPTAR METAIS ELEVADA para unidade secadora de resíduos, com escada em de grãos para acesso 45°.

Dados:
Potência: 1,0 cv;
Dimensões principais:
Comprimento total: 2,34 m;
Altura total: 1,5 m;
Largura: 0,83 m;
SECADOR ROTATIVO SR1900 SR1
SECADOR ROTATIVO destinado à secagem de diversos tipos de resíduos. Seu funcionamento ocorre mediante a aplicação de calor sob condições controladas.
Capacidade aproximada: 6000 kg/h – 18 para 13% – Resíduo soja/milho. Obs.: A capacidade pode sofrer alterações dependendo do tipo de impureza e da umidade.

Dimensão aproximadas de área para instalação do projeto, 10 x 24 metros.
Dimensão do cilindro Ø1,90 x 15,00 metros.
Acionamento por moto redutor controlado por inversor de freqüência, para controle de velocidade.
Parte interna com sistema de helicóide para avanço e movimentação do produto.
Duas pista de rolamento com roletas de material de alta resistência e rolamento auto compensadores de rolos.
Pintura externa com tinta resistente a alta temperatura.
O secador é composto de:
Cilindro suspenso por roletes.
Fornalha com estruturas com perfil de aço e revestimento interno de tijolos refratários.
Ciclone, destinado para o ensaque de poeira e partículas.
Potência instalada
Exaustor: 25 CV – 6 Pólos
Cilindro: 15,0 CV – 4 Pólos
ELEV 060T/H 20,9M EA1
Equipamento para retirar o resíduo seco e abastecer o silo de expedição
DISPOSITIVO DE CARGA modelo DCJS-2 CC, confeccionado em chapa galvanizada NBR7008.
Dados técnicos:
Capacidade: 045T/H – Resíduos – (0,60 t/m³)
Altura: 20,9M
Acionamento: Motoredutor – Freio anti recuo
Motor: 7,5 CV, 4 PÓLOS
Velocidade: 3,0 m/s
Polia acionamento: Ø 630 mm – Lisa

Polia conduzida: Ø 630 mm – Tipo Gaiola
Espessura chapas: Corpo (1,55 mm); Pé (2,70 mm); Cabeça (2,70 mm).
Correia: 8″ – 3 Lonas
Caçambas por metro: 5,8 un
Modelo da caçamba: 200S – PEAD
Pé com sistema de limpeza total.
Módulo com janela para inspeção e manutenção das caçambas e correia.
Cabo de aço para trava quedas.
Plataforma de manutenção com guarda corpo e piso antiderrapante.
Cabeçote totalmente desmontável com chapa de desgaste 1045
Conjunto escada marinheiro com guarda corpo e plataformas de descanso à cada 6,0 m, conforme NR12
SILO EXPED SPB 0304 60° SE1
Equipamento para depósito e expedição dos resíduos secos.
01(UM) SILO EXPEDIÇÃO;
Dados:
Modelo: SPB 0304 60°;
Diâmetro: Ø 3,71;
Altura do telhado: 1 m;
Altura do cilindro: 3,59 m;
Altura do funíl: 2,9 m;
Capacidade: 53,2 m³ – 34,6 ton (incluso 6 % de compactação);
Capacidade considerando P.e.: (0,65 t/m³ );
Corpo fabricado em chapa galvanizada ZAR 345 n° 20;
Cone 60° fabricado em chapa galvanizada n° 16;
Estrutura de sustentação: Isenta;
Componentes normais:
Escada externa com guarda corpo;
Tampa de inspeção;
Escada interna;
Escada do teto;
Montantes Externos.
Acompanha: 01 Registro Basculante Ø de 750 mm x 840mm.
ESTRUT SILO EXP 0304 60° EST1
Equipamento para sustentação do silo de expedição
ESTRUTURA METÁLICA para o silo expedição modelo SPB 0304 com acabamento acrilado verde.
Especificações:
Pés em perfil U soldados
Estrutura base superior em perfil W
Escada de degraus com patamar de acesso aos registros,

Escada marinheiro de acesso à escada do silo

ESTAIAMENTO
CONJUNTO DE ESTAIAMENTO para os elevadores, sendo que os níveis são dispostos a cada seis metros.
Cada nível é formado por quatro cabos e são compostos de cabos de aço, clips, esticadores, sapatilhas e manilhas. O travamento dentro do poço é realizado através de cantoneiras soldadas em obra.
Obs.: As quantidades de cabos de aço para o estaiamento estão sendo considerados para os pilares de ancoragem (mortos), dispostos a uma distância que o ângulo do cabo esteja a 45º.
Caso os pilares de ancoragem sejam alocados em posições que o ângulo do cabo seja maior que 45°, o excedente deverá ser fornecido pelo cliente.
OPCIONAL ABAST CAVACO OP1
Este equipamento é opcional para sistema de abastecimento à cavaco para queima na fornalha, onde este fica automatizado substituindo abastecimento da fornalha com lenha em tora.
ABASTECEDOR/ QUEIMADOR DE CAVACO AUTOMATIZADO com acabamento acrilado verde.
Especificações:

Moega de recebimento cavaco com escada de acesso
Alimentação da área de queima: Roscas transportadoras superior controlável e inferior com velocidade fixa, para evitar o retorno das chamas. O controle é efetuado por inversor de freqüência.
Acionamento roscas: Motorredutor
Potência: 1,5 cv – 220/380/440 V – 4 Pólos – IPW 55 – 60 Hz
Ventilador para insuflação de ar ILS 280 2,0 cv – 60 Hz
Quadro de comando para acionamento das roscas e ventilador
Grelhas fundidas para área de queima

image-2

Unidade de Secagem de Resíduo Secador Rotativo

Capacidade aproximada: 900 à 1200 kg/h

TULHA MET COM CHUPIM 4,6M³
Utilizada para depósito de resíduos para alimentar secador (SR)
TULHA METÁLICA ELEVADA 4,6 M³ com chupim para retirada do produto.
MAQ CAPTAR METAIS
Utilizada para captar objetos estranhos metálicos para evitar dano no triturador.
MÁQUINA DE CAPTAR METAIS para unidade secadora de resíduos;
Dados:
Potência: 1,0 cv;
Dimensões principais:
Comprimento total: 2,34 m;
Altura total: 1,5 m;
Largura: 0,83 m;
CHUPIM ABAST SR950
Equipamento para transportar o resíduo da MAQ CAPTAR METAIS até SECADOR (SR)
TRANSPORTADOR TIPO CHUPIM de abastecimento do secador de resíduos SR 950;
Dados:
Potência: 1,5 cv;
Diâmetro: Ø240 mm;
Comprimento: 4,8 m;
CHUPIM RETORNO SR950
Equipamento para transportar o resíduo na saída do secador direcionando o repasse ou alimentar o triturador.
TRANSPORTADOR HELICOIDAL TIPO CHUPIM de retorno do secador de resíduos SR 950;
Dados:
Potência: 3,0 cv;
Diâmetro: Ø240 mm;
Comprimento: 7,0 m;
SECADOR ROTATIVO destinado à secagem de diversos tipos de resíduos. Seu funcionamento ocorre mediante a aplicação de calor sob condições controladas, sendo um processo indireto, onde o produto não entra em contato com a fumaça. Fabricado em chapa galvanizada NBR 7008

Capacidade aproximada: 900 à 1200 kg/h – 18 para 13% – Resíduo soja/milho. Obs.: A capacidade pode sofrer alterações dependendo do tipo de impureza e da umidade.
O secador é composto de:

Fornalha com estruturas em perfís de aço e revestimento interno de tijolos refratários;
Moega de abastecimento com escada de acesso;
Decantador de pó, destinado para o ensaque de poeira e partículas.
Dados:
Potência instalada
Exaustor: 1,0 CV – 4 PÓLOS;
Cilindro: 2,0 CV – 6 PÓLOS;
Dimensões principais:
Comprimento total: 7,9 m;
Altura total com chaminé: 6,8 m;
Largura: 1,26 m;
CHUPIM ENSAQUE 320 3,5M
Equipamento para transportar o resíduo na saída do triturador até ensaque BIG BAG.
TRANSPORTADOR HELICOIDAL TIPO CHUPIM para cereais, modelo THJS-320 com suporte para saco big bag
Dados:
Potência: 2,0 cv;
Diâmetro: Ø320 mm;
Comprimento: 3,5 m;
CANALIZAÇÕES /ACESSÓRIOS
Periféricos para fazer a interligação dos fluxos
CONJUNTO CANALIZAÇÕES /ACESSÓRIOS:
01 UN BIFURCADA 90° Ø240 2,65MM ASTM A36
02 UN CURVA FUNDIDA 30º Ø240
08 UN PRESILHA Ø240
01 UN SUPORTE SACO BIG BAG
01 UN SUP CHUPIM RET SEC ROT R 2013
01 UN MOEGA ESP ABAST CHUPIM Ø240 MM
01 UN CONJ CAPT VAPOR
01 UN KIT DECANTADOR DE PO VENT Ø355
01 UN CONJ VENT SEC ROTATIVO R 2012 (SEM MOTOR)
01 UN CONJ SEG 2000 CHAMINE CICLONE SEC ROTATIVO R 2014
02 UN CONJ CHAMINE SR-950 SR-650
08 UN PRESILHA Ø200
03 UN CONJ SOLD CANO LIG 72

1

Captação de Pó em tombadores

Os tombadores rodoviários facilitam muito o descarregamento de cargas de grãos, representando um ganho de tempo muito grande e, por consequência, redução do custo operacional de recebimento nas moegas.

Tombador para descarregamento de grãos transporte rodoviário

A movimentação de materiais friáveis, invariavelmente resulta em geração de pó e grande quantidade de material particulado em suspensão. Como o volume de produto descarregado é grande (principalmente em carretas bitrem) e realizado em um espaço relativamente curto de tempo, ocorre uma geração intensa de poeira.

Esta poeira, via de regra, é constituída de matéria orgânica e terra seca. Este poluente não deve ser aspirado pelas vias aéreas dos colaboradores (e motoristas) que circulam e operacionalizam a descarga.

Para que se minimize o contato do pó com as pessoas, é importante que a poeira fique o mais confinada possível, evitando que se espalhe e contamine áreas adjacentes; deve ficar limitada à área da moega de recebimento, onde a mesma é de fato gerada.

Um confinamento adequado se dá através de uma cabine Eisele que enclausura toda a moega, com uma porta de fechamento rápido no lado de entrada do caminhão e um fechamento entorno da carreta no lado do tombador.

Cabine dupla com enclausuramento de 02 tombadores rodoviários

Além de confinar o pó, o mesmo deve ser aspirado e removido de dentro da cabine, uma vez que é constantemente gerado durante a descarga. Esta aspiração da cabine tem também um importante efeito secundário, o de manter o ambiente confinado em pressão negativa, não permitindo a evasão de poeira e material particulado.

A captação de pó dos sistemas Eisele se dão basicamente de duas maneiras, sobre a moega, junto às laterais captando o pó no momento de ascendência da moega para o ambiente; ou sob a moega, diretamente na sua geração, mantendo a moega em depressão e evitando a evasão do mesmo. Também é possível empregar as duas soluções associadas resultando em um sistema mais robusto e eficiente.

Há ainda alguns opcionais que podem tornar o sistema mais eficiente como flaps de supressão de pó na moega e acionamento do ventilador por meio de inversor de frequência.

Princípio de funcionamento da supressão de pó na moega

Detalhes como lay-out e operação devem ser levados em conta para um dimensionamento correto e determinação do modo de captação.

Os tombadores que comportam carretas bi-trem também deverão ser enclausurados até a segunda carreta, afim de confinar o pó gerado desde este ponto. Assim como o enclausuramento, o sistema de exaustão também será específico para tal condição.

Conceito básico do enclausuramento para tombador de carreta bi-trem

Uma vez captado, o pó deverá ficar retido no sistema, não podendo ser lançado para o ambiente externo, podendo inclusive ser reintegrado ao produto que está sendo recebido na moega.

Esta separação das fases pó / ar se dá em um filtro de mangas, com limpeza pneumática tipo pulse jet, que permite operação contínua do sistema através de um sistema automático e limpeza e descarga do pó.

Montagem de um filtro Eisele para tombador duplo

O filtro de mangas Eisele empregado neste processo apresenta características específicas para esta aplicação, como taxas de filtragem e velocidade de ascensão, garantindo emissões abaixo de 50 mg/Nm³ e operação contínua durante o processo de descarga dos grãos.

Da mesma forma, os ventiladores Eisele apresentam alto desempenho com o menor consumo de energia elétrica, resultando em excelente desempenho e baio nível de ruído, devido à exclusiva forma construtiva high-performance do rotor.

Todos os equipamentos fornecidos atendem às exigências da NR-12, além de toda documentação técnica pertinente e ARTs de projeto e instalação.

Alguns opcionais poderão ser incluídos como:

– Quadro elétrico integrado de acionamento do exaustor / filtro / descarga do filtro / porta de entrada do caminhão.

– Montagem mecânica e/ ou elétrica.

– Selos de explosão para o filtro, atendendo a norma NFPA 68 Edition 2018 – Standard on Explosion Protection by Deflagration Venting.

A Eisele utiliza apenas componentes de primeira linha, condizentes com a performance esperada do sistema como:

– Motores WEG IR3 Premium

– Motorredutores SEW

– Válvulas solenoides Ascoval

– Componentes elétricos WEG, Siemens ou ABB.